(M)BAKE
THE WORLD A BETTER PLACE
Notificação Legal
{DATA PROTECTION DECLARATION}
CONTACT

 

Um cheirinho...de Aprendizagem Casual

 

Trabalha enquanto ONGD em Educação para o Desenvolvimento? Quer informar e mobilizar o maior número de pessoas possível? Quer entrar em contacto com aqueles segmentos da sociedade aos quais ainda não consegue chegar? Então, a Aprendizagem Casual pode ser uma forma de entrar em contacto com estes novos grupos. Vamos ver o que podemos fazer…

Nós queremos abordar as pessoas que estão fora do nosso alcance, como por exemplo os JUA, com ações educativas sobre temas globais e Desenvolvimento.

O único problema é: eles não irão participar nos nossos eventos como festivais de música, noites de leitura, e debates porque ou não têm tempo ou não consideram muito apelativo o tipo normal de atividades promovidas pelas ONGD.

O que fazer?

É muito simples: se eles não vêm até nós, então precisamos de ir ao seu encontro! Mas como fazer isto?

Uma abordagem muito eficaz é a Aprendizagem Casual.

A Aprendizagem Casual significa aprender em locais frequentados no dia-a-dia dos grupos alvo. Também significa uma aprendizagem rápida pelo caminho com mensagens curtas e repetidas. Isto é bastante parecido com o que a publicidade tem vindo a fazer durante muitas décadas das nossas vidas mas que ainda não foi utilizado pelas ONGD para promover os temas globais do Desenvolvimento. 

 

 

© SXC - Photo by Sebastian Stefanov

 

Usámos a Aprendizagem Causal porque sabíamos que o nosso grupo-alvo, os Jovens Urbanos Ativos, não têm muito tempo nas suas "agendas" e até ao momento não participam nos eventos das ONGD.

Assim, os dois problemas ficam resolvidos se as ONGD usarem a Aprendizagem Casual: mudamos a informação para perto do grupo-alvo/destinatários em vez de esperar que estes cheguem até nós, e adaptamos as nossas mensagens de forma curta e interessante para obter a máxima atenção dos JUA.

 

 

Curioso acerca da Aprendizagem Casual? Descubra mais sobre como promover ações de Educação para o Desenvolvimento pouco dispendiosas, eficazes e inovadoras com o método da  Aprendizagem Casual

 

 

Um cheirinho de Educação para o Desenvolvimento na promoção de Estilos de Vida

 

 

Alexfiodorov ©2009

 

Educação para o Desenvolvimento nos Estilos de Vida significa que cada um de nós pode contribuir para o Desenvolvimento global e para os objetivos globais tais como os Objetivos de Desenvolvimento do Milénio e outros.

 

Nem toda a gente é ativista por natureza! A contribuição pode ser muito diferente de pessoa para pessoa. Vindos de ONG de desenvolvimento, nós sonhamos frequentemente com pessoas a tornarem-se ativas e a participarem em eventos. Porém, para muitos grupos na sociedade isto não é uma opção. Seja por falta de tempo, falta de interesse na interação pessoal com outros sobre este tema, e/ou falta de interesse no compromisso permanente, há muitas razões.

 

Para nós que trabalhamos nas ONGD, é muito importante a tomada de consciência de que nem todos, e especialmente os JUA, estão interessados em tornarem-se ativistas políticos, envolverem-se numa ONGD, ir a manifestações em prol da erradicação da pobreza, ou em envolver-se noutras formas de apoio ativo aos ODM. Mas seria  fatal pensar que estes grupos sociais estão perdidos para os temas do Desenvolvimento ou que não vale a pena tentar envolve-los na Educação para o Desenvolvimento.

 

Ainda assim, há muitas outras formas de contribuir para os temas do Desenvolvimento sem ser participar num grupo ou movimento da sociedade civil. Podem ser coisas muito simples que os JUA possam mudar nos seus hábitos diários. Há muitas interdependências entre os Estilos de Vida diários individuais e os temas do Desenvolvimento.

 

Pensar globalmente envolve atuar localmente!

 

Os Estilos de Vida pessoais podem ser alinhados para potenciar o Desenvolvimento e reforçar o processo dos Objetivos de Desenvolvimento do Milénio. Beber café de comércio justo contribui para um salário decente dos pequenos produtores de café, produtores e trabalhadores nos Países em Desenvolvimento.

 

Comprar roupa etiquetada pode evitar a utilização de trabalho infantil na produção no sudeste asiático. Utilizar a bicicleta para percorrer curtas distâncias e viajar de comboio em vez de apanhar voos baratos pode reduzir a pegada de carbono individual. Estes são apenas alguns exemplos das inúmeras possibilidades para um envolvimento pessoal nos ODM através da mudança dos Estilos de Vida diários.

 

Mas todos podem contribuir!

As áreas de mudança pessoal importantes que nós podemos promover enquanto ONG para o nosso grupo alvo são:

 

 

Como fazer chegar a mensagem aos JUA?

 

 

Para chegar aos JUA descobrimos, durante as nossas ações, que determinadas dicas são mais úteis.

Quando tentamos promover a nossa mensagem sobre  mudança de Estilos de Vida a grupos como os JUA, pode ser útil coordenar com outros efeitos secundários positivos que geralmente advêm de uma mudança nos Estilos de Vida para o Desenvolvimento – como, por exemplo:

 

 

Isto não significa que os grupos como os JUA não estão interessados na responsabilidade moral para o Desenvolvimento global nas suas ações.Apenas significa que nós podemos aumentar o apoio se também enfatizarmos outras prioridades do grupo alvo. Para aumentar ainda mais o apoio a uma mudança no Estilo de Vida podemos dar informação muito concreta acerca do que fazer.

 

Conselhos como este irão facilitar a transmissão da mensagem:

 

 

Decerto que irá encontrar muito mais informação concreta que pode ser útil para o seu público.