(M)BAKE
THE WORLD A BETTER PLACE
Notificação Legal
{DATA PROTECTION DECLARATION}
CONTACT

Diferentes convidados têm gostos diferentes 

 

Um chef na cozinha tem de pensar sobre o  tipo de refeição que os seus  convidados irão apreciar, o mesmo acontece quando as ONGD planeiam ações de Educação para o Desenvolvimento. O nosso objetivo é sempre sensibilizar as pessoas e motivar para que contribuam para o desenvolvimento global. Mas o que é que motiva as pessoas? Isto pode ser muito diferente do que comparar, por exemplo, um aluno na escola e um gestor de negócios com os tópicos de desenvolvimento.

Os diferentes grupos que as ONGD abordam têm diferentes interesses na situação global e têm diferentes opiniões sobre o que podem fazer acerca do desenvolvimento. Claro que todas as ONGD gostariam de promover  tópicos de Desenvolvimento conhecidos pela sociedade em geral . Mas abordar toda a gente com mesmo conteúdo significa que nós como ONGD não vamos conseguir abordar ninguém da forma correta.

 

A ideia por detrás das ações que descrevemos nesta base de dados é, por isso, que é muito mais promissor selecionar primeiro um grupo de pessoas dentro da sociedade e depois especificamente focar-nos nesse grupo com conteúdos e métodos que são mais adequados. Com as ações de educação para o desenvolvimento descritas nesta base de dados estamos a endereçar não só a sociedade em geral mas estamos também focar-nos num grupo especial de pessoas. Nas ciências sociais são chamados “Jovens Urbanos Ativos”. Vamos descobrir mais sobre eles…

 

Quem são os Jovens Urbanos Ativos?

 

© helix - Fotolia

 

Os Jovens Urbanos Ativos (JUA) são uma nova classe social de cerca de 10% da população europeia. A emergência dos JUA é um fenómeno que ainda não foi reconhecido pela educação para o desenvolvimento. Os JUAs são a nova e em surgimento, elite profissional não convencional (também chamada “nova classe alta).

 

Os JUA têm entre 25 e 35 anos. O grupo é composto na sua maioria por jovens profissionais nos primeiros anos das suas carreiras mas também estudantes seniores de universidades altamente reconhecidas. Em termos de género, este grupo-social tem mais "membros" do sexo masculino.

 

Porquê envolver este público na Educação para o Desenvolvimento? 

 

Estamos a envolver os JUA com as ações aqui descritas porque este grupo tem um grande poder de influência na nossa sociedade. 

 

© mconnors

 

Eles trabalham na economia, administração e vida cultural. São bem formados, têm salários muito acima da média, e detêm posições chave na vida laboral (ou estão prestes a candidatarem-se a estas posições no fim da faculdade). Os JUA trabalham como conselheiros políticos, advogados, agentes de media ou jornalistas, deputados, staff dos CEOs, gestores de projetos, analistas e outras posições de alto nível. Em contrataste com a classe alta tradicional, os JUA não estão alinhados com sistema de valores fixos mas considera-se que ainda são flexíveis para escolherem os seus valores. Como têm uma mente aberta, os JUA mostram grande interesse nas políticas globais e estão abertos aos tópicos de Desenvolvimento.

Esta é a hipótese que as ONGD têm para abrirem a Educação para o Desenvolvimento a um novo grupo-alvo/destinatários, se compreendermos como abordar os seus interesses.

 

No que é que os JUA estão interessados? 

De forma a conhecer melhor os JUA, elaborámos inquéritos aos quais eles responderam. Os inquéritos foram aplicados nos países das nossas organizações parceiras: Alemanha, Portugal, República Checa e Polónia. Embora cada país seja diferente, há características dos JUA que são comuns aos países supramencionados:

 

Carreira

© SXC - Photo by ugur can

 

Os JUA investem pouco tempo em atividades educativas que não estejam relacionadas com a construção da carreira, uma vez que estão muito concentrados na sua vida profissional. Para além disso, estudos demonstram que os JUA não gostam de ofertas de educação formal tais como seminários em centros de educação para adultos. Eles preferem a aprendizagem auto conduzida e auto organizada. Este é um dos problemas que enfrentamos enquanto ONGD que querem abordar os JUA nos vários eventos que organizamos normalmente.

 

E esta é a razão que levou um consórcio de ONGD a escolherem levar informação ao dia a dia dos JUA em vez de esperar que eles aparecessem nos seus eventos. Para tal, usamos a “Aprendizagem Casual” nas nossas ações como um método novo e inovador.

 

Temas de Desenvolvimento

Descobrimos que os JUA estão interessados em muitos temas tais como política, economia, desporto, cultura e estilos de vida saudáveis. Porém, quando chegamos aos temas do desenvolvimento o grau de conhecimento entre os JUA varia imenso. A grande maioria diz que tem pelo menos um grau de conhecimento médio acerca destes temas.Para além disso, afirmam normalmente estarem interessados nestes temas.

No que diz respeito aos Estilos de Vida sustentáveis, os resultados são parecidos: há JUA com um grau de conhecimento acerca do tema, mas também há aqueles que não têm esse conhecimento. Em média, os JUA estão bastante interessados nestes temas e estão interessados especialmente em temas de sustentabilidade relacionados com a sua vida diária: comida orgânica, aparelhos elétricos com baixos padrões de consumo de energia, energia verde, etc.

É esta a razão pela qual focamos estes temas do dia-a-dia dos JUA nas EduAções desenvolvidas.

 

Tempo de Lazer 

 

© Sergejs Rahunoks @ Yeko Photo Studio   © Minerva Studio - Fotolia

 

Os JUA dedicam geralmente os seus tempos livres ao desporto e aos seus amigos. Eles gostam de frequentar cinemas, restaurantes e bares. Os JUA têm preocupações com a sua alimentação. Eles preferem se possível comprar alimentos produzidos organicamente ou localmente. Porém, os produtos de Comércio Justo não lhes são familiares.

 

 © SXC / Gabriella Fabbri

 

 

A moda é muito importante para os JUA. Muitos deles compram em marcas como a H&M, porém os que têm algum poder económico procuram marcas mais caras e abordagens mais personalizadas. A maioria dos JUA não tem informação sobre as condições de trabalho nos países em desenvolvimento que estão por detrás das grandes marcas.

 

Mobilidade

 

A maioria dos JUA usa o seu carro como meio de transporte privilegiado. A maior parte deles reconhece, contudo, que essa não é nem a forma mais ecológica nem a mais económica de transporte. Porém, não iriam sacrificar essa comodidade para utilizar a bicicleta. De qualquer forma, os JUA estariam recetivos a utilizar carros elétricos se estivessem mais divulgados e disponíveis. Os JUA também viajam muito, uma vez que viajar faz parte do seu Estilo de Vida.

 

Multimedia

 

O meio de comunicação número um para os Jovens Urbanos Ativos é sem dúvida a internet. Na verdade, os JUA são o grupo dentro da sociedade que usa mais intensivamente a internet. Alguns deles também ouvem rádio. Poucos leem jornais, notícias e revistas sobre Estilos de Vida, ou revistas sobre televisão.

 

Isto significa que as ONGD que querem alcançar JUA devem ligar as suas ações educativas à internet para aumentar a sua eficácia. Nas nossas receitas irão encontrar alguns exemplos disto, tais como páginas de Facebook por exemplo.